Torne-se perito

Novo auditor obriga Montepio a rever indicadores de solidez

Banco Montepio apresentou finalmente as contas do ano passado, que dão conta de um lucro de 21,7 milhões de euros.

Foto
MANUEL DE ALMEIDA

O novo auditor do Banco Montepio, a PwC-PricewaterhouseCoopers, obrigou a gestão a abrir as contas de 2018 o que resultou na correcção de um dos mais importantes barómetros de solidez da banca, o rácio de capital Tier 1, que passou de 14,1%, o cálculo inicialmente anunciado, para 13,9%, ficando em linha com o valor de fecho do exercício de 2019. Em ambos os casos, acima dos requisitos do Banco de Portugal.