Decoração

Depois do teletrabalho já é tempo de ter o seu escritório em casa

O Homes in Colour faz parte dos Pares do Ímpar e foi criado, em 2014, por Sofia Sustelo que acredita ter como missão “inspirar um estilo de vida mais criativo, estético e poético”.

Com o teletrabalho instalado na nossa vida, muitos de nós fomos obrigados a criar pequenos espaços de trabalho em casa. Ter uma divisão só de escritório não é uma opção para muitos, pelo que a solução passa por incorporar o “escritório” noutras divisões da casa onde haja algum espaço extra e que tenha, de preferência, bastante luz natural.

Na sala, no quarto ou mesmo numa marquise, podemos improvisar sem grandes custos e, quem sabe, até manter um pequeno escritório caseiro a longo prazo, que seja confortável, com estilo e que nos inspire a trabalhar. Foi justamente isso que fiz quando, há três anos, comecei a trabalhar a partir de casa, como designer freelancer.

PÚBLICO -
Foto
Pinterest
PÚBLICO -
Foto
Coco Lapin Design

Por isso, aqui ficam as minhas sugestões para a criação de um pequeno home office, cuja base pode ser tão simples quanto dois cavaletes e um tampo de madeira. A isso, basta acrescentar:

Proximidade de uma fonte de luz natural

Fundamental não só para o bem-estar e felicidade, a luz natural é indispensável para um trabalho produtivo e de qualidade e, por isso, é o primeiro aspecto a ter em conta. Posicionem-se bem, idealmente próximos de uma janela, paralelamente ou de frente.

PÚBLICO -
Foto
Stadshem

Não dispense um candeeiro

Apesar da luz natural, uma fonte de luz extra é muito importante, principalmente para as horas menos iluminadas e escuras do dia. Os candeeiros articulados (com braço e cabeça flexível) são os mais indicados pois permitem direccionar a luz exactamente para onde é necessária. Assim não precisamos de esforçar nem os olhos nem a postura.

PÚBLICO -
Foto
Pinterest

Uma cadeira confortável e com estilo

O conforto é a base de um bom trabalho e visto que quem trabalha a partir de casa passa grande parte do dia sentado, deve-se escolher uma cadeira que siga regras ergonómicas e que tenha o tamanho certo para termos uma postura correcta de costas e braços. E, de preferência, que alie essas características a um design esteticamente apelativo — felizmente, hoje já existem várias soluções a preços simpáticos. De qualquer forma, podemos sempre dar-lhe um conforto extra com almofadas ou mantas.

PÚBLICO -
Foto
Coco Lapin Design

Um quadro para moodboards ou brainstormings

Em madeira, metal ou cortiça, um moodboard é um dos meus elementos preferidos num home office. Para apontar ideias importantes, fazer brainstormings, coleccionar imagens de inspiração, colocar objectivos a cumprir ou mesmo “to do lists.

Um moodboard para além de ser útil é um indiscutível elemento de styling que pode dar todo um outro look ao nosso escritório. Pode ser ainda um local onde podemos pendurar algumas fotografias dos que nos são mais queridos.

PÚBLICO -
Cate St. Hill
PÚBLICO -
Pinterest
Fotogaleria
Cate St. Hill

Elementos naturais

Plantas, um ramo de verduras ou mesmo apenas algumas flores adicionam um toque de vida, cor e beleza ao espaço, além de aumentarem o bem-estar, reduzirem o stress e ajudarem a aumentar a produtividade (segundo este artigo do The Guardian). É, por isso, um elemento a não esquecer.

PÚBLICO -
Foto
The Lovely Drawer

Alguns elementos decorativos

Por fim, acrescentar alguns elementos decorativos valoriza o nosso escritório e contribui para que o tempo lá passado seja mais agradável e simpático.

Quadros, pequenas caixas giras para guardar material de escritório, velas para perfumar ou mesmo pequenos tabuleiros podem dar o toque final.

PÚBLICO -
Pinterest
PÚBLICO -
Pinterest
Fotogaleria
Pinterest

Homes in Colour by Sofia Sustelo ​é um parceiro do Pares do Ímpar. Os conteúdos publicados são da responsabilidade da autora. Pares do Ímpar é um projecto de parceria entre o PÚBLICO e criadores independentes de conteúdos em áreas especializadas, complementares ao alinhamento editorial do Ímpar.

Sugerir correcção