Megaconcerto online com Lady Gaga e Rolling Stones angariou 118 milhões de euros

O evento One World: Together At Home contou com participação de Lady Gaga, Rolling Stones e uma aparição surpresa de Beyoncé. As ex-primeiras damas Michelle Obama e Laura Bush também discursaram.

Fotogaleria
Em casa, pessoas por todo o mundo assistiram aos concertos e conversas do "One World: Together At Home" LUSA/MOHAMMED BADRA
Fotogaleria
Em casa, pessoas por todo o mundo assistiram aos concertos e conversas do "One World: Together At Home" LUSA/SCOTT SERIO
Show
Fotogaleria
Em casa, pessoas por todo o mundo assistiram aos concertos e conversas do "One World: Together At Home" LUSA/ANTONIO BAT
Republika
Fotogaleria
Em casa, pessoas por todo o mundo assistiram aos concertos e conversas do "One World: Together At Home" LUSA/MATT CAMPBELL

One World: Together At Home (Um Só Mundo: Juntos em Casa), o projecto da Global Citizen com o patrocínio da Organização Mundial de Saúde (OMS) que decorreu na noite deste sábado para domingo, conseguiu angariar 127,9 milhões de dólares (aproximadamente 117,6 milhões de euros), dos quais mais de 50 milhões serão doados à OMS. 

O fundo de resposta solidária à covid-19 da OMS receberá 55,1 milhões de dólares (50,6 milhões de euros à taxa de câmbio actual). As doações para o fundo deste organismo das Nações Unidas também vão apoiar a aliança para o desenvolvimento de vacinas Coalition for Epidemic Preparedness Innovations (CEPI) e a UNICEF. O restante dinheiro, 72,8 milhões de dólares (cerca de 67 milhões de euros), seguirá para mais de cem instituições de ajuda local ou regional.

Mesmo antes de arrancar, o evento já tinha conseguido arrecadar mais de 30 milhões de euros em ajudas, segundo revelaram Lady Gaga, que coordenou o festival, e o director-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A transmissão histórica, comparada ao Live Aid de 1985, foi apresentada por Jimmy Fallon, Jimmy Kimmel e Stephen Colbert, e ainda por alguns amigos da Rua Sésamo. O objectivo era unificar e inspirar as pessoas em todo o mundo.

Da extensa lista de participantes, de diversas gerações e estilos musicais, destacaram-se Taylor Swift, Celine Dion, Shawn Mendes, Jennifer Lopez, Sam Smith em dueto com John Legend, Stevie Wonder, Andrea Bocelli, Billie Eilish e Elton John, entre outros. E, claro, a coordenadora do festival, Lady Gaga, que deixou uma mensagem a todos.

Houve ainda tempo para uma aparição surpresa por parte de Beyoncé, mas não foi para cantar. A cantora deixou uma mensagem de agradecimento, e avisou para a letalidade do vírus nas comunidades afro-americanas: “O vírus está a matar as pessoas negras na América”.

Global Citizen on Twitter

Former First Ladies @MichelleObama and @LauraWBush appeared on One World: #TogetherAtHome to stand in solidarity with @WHO and the incredible health care workers defending our communities against COVID-19. Do your part to fight this crisis at https://t.co/26xVXSb0qy. https://t.co/yTxjQfGE1Y

Para além de concertos, o evento teve conversas, apelos e homenagens aos que estão na linha da frente. Michelle Obama e Laura Bush foram duas das participantes que discursaram. As ex-primeiras damas norte-americanas mostraram gratidão e manifestaram apoio a todos os que lutam contra a pandemia.

O projecto foi fortemente apoiado pelo Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, que aproveitou a oportunidade para apelar à unidade e a um cessar-fogo global para se combater o vírus.