Telefonar a um amigo ou familiar

Os avós estão longe, por isso, combine com os seus filhos e os seus pais uma chamada. E não se esqueça de ouvir a voz dos amigos.

Foto
Pavan Trikutam/Unsplash

Em período de isolamento social por causa do coronavírus é fundamental ficar em casa mas não é preciso isolarmo-nos por completo. A nossa voz pode chegar a todo o lado, assim como a nossa imagem. Os avós podem estar longe, por isso, combine com os seus filhos e os seus pais uma chamada – com ou sem imagem – para saber como estão todos, se os avós precisam de alguma coisa, para contarem as novidades que vão sabendo, como estão a correr estes dias, para perguntar por aquela receita de bolinhos que só a avó sabe fazer ou aquela história de família que o avô gosta de recordar.

Em família, façam uma lista que não esqueça os amigos do mais novo nem os da mãe. Diariamente, escolham uma altura do dia e alguém dessa lista, teclem o número e façam uma festa por ouvir que está tudo bem do outro lado da linha. Mas, lembrem-se que há também quem esteja mais aborrecido, tenso ou preocupado com toda esta situação de pandemia, por isso, mostrem compreensão e solidariedade. Uma palavra de esperança fica sempre bem!  

O importante é que, no final da chamada, todos se sintam melhores e mais unidos.