Noruega anuncia encerramento de aeroportos, o último país a decretar controlo de fronteiras

Vários países europeus suspendem o acordo de Schengen, a primeira vez que tal acontece por razões de saúde.

Fronteira entre a Polónia e a Ucrânia
Foto
Fronteira entre a Polónia e a Ucrânia WOJTEK JARGILO/EPA

A Noruega anunciou este sábado que vai fechar todos os aeroportos, depois de dias em que países como Suíça, Eslováquia, República Checa, Polónia ou Dinamarca decidiram encerrar fronteiras total ou parcialmente, em decisões pouco coordenadas que estão a causar preocupação por poderem pôr em causa o acordo de Schengen, que permite circulação livre no espaço europeu. 

Se já houve várias suspensões de Schengen, estas foram feitas de forma coordenada, sublinha o jornal francês Le Monde​, acrescentando que o países estão a tomar estas decisões sem informar as autoridades europeias.

Esta sexta-feira, a Dinamarca anunciou que encerrava a maioria das fronteiras por terra (com a Alemanha e a uma ponte com a Suécia), enquanto a Eslováquia decidiu encerrar as fronteiras excepto com a Polónia, permitindo apenas a entrada a cidadãos polacos. 

A Suíça decretou um encerramento parcial da sua fronteira com a Itália, o país europeu mais afectado pelo novo coronavírus, mas não fechou totalmente a fronteira. Uma das razões é que 4000 trabalhadores da saúde que trabalham na Suíça vivem em Itália (num total de 70 mil trabalhadores na mesma situação). Itália tem, no entanto, encerrada a fronteira com a Áustria e com a Eslovénia.

Malta decidiu restringir entradas de Itália, Alemanha, França, Espanha e Suíça, até agora os países com mais casos de infecção pelo novo coronavírus. 

Até agora, países como França ou Alemanha têm insistido que não é eficaz encerrar fronteiras. A Áustria, pelo contrário, foi um dos primeiros a decidir dar esse passo.

Fora da Europa, os Estados Unidos resolveram juntar o Reino Unido e Irlanda à sua lista de países do espaço Schengen de onde não podem chegar pessoas aos EUA. A Rússia também já anunciou o encerramento da fronteira com Noruega e Polónia.

Notícia corrigida, a fronteira fechada é entre Itália e Eslovénia, não Eslováquia