Coronavírus: Teatro, exposições e música agora pela Internet

Salvador Sobral fará concerto para Facebook e Instagram no sábado à noite e Edgar Pêra pôs arquivos Kino-Pop no YouTube.

Salvador Sobral, fotografado em 2018
Foto
Salvador Sobral, fotografado em 2018 Paulo Pimenta

Pequenos concertos, peças de teatro e inaugurações de exposições são alguns dos eventos que estão a ser preparados para os próximos dias, sem público e com transmissão em directo pela Internet, por causa da doença covid-19.

O músico Salvador Sobral anunciou que fará um concerto com o guitarrista André Santos no sábado, às 21h30, com transmissão no Facebook e no Instagram. “Decidimos fazer um concerto para todas as pessoas que estão em casa de quarentena, voluntária ou não”, explicou o músico nas redes sociais, a propósito da actuação que fará com André Santos.

De acordo com a promotora Força de Produção, os próximos concertos de Salvador Sobral em Portugal foram cancelados ou adiados.

Além de Salvador Sobral, também outros artistas portugueses já anunciaram actuações em moldes semelhantes, em alternativa aos concertos com público em espaços fechados. São os casos dos Cordel, dupla dos músicos Edu Mundo e João Pires, que farão um concerto em directo, via Facebook, na segunda-feira, dia 16, às 21h30. “Felizmente ainda não sentimos os efeitos nocivos do covid-19 na nossa saúde musical, mas estamos atentos aos nossos pares e com vontade de cuidar desta situação dramática para todos”, afirmaram os músicos.

Já o músico Aníbal Zola decidiu manter o concerto que tinha marcado para esta sexta-feira no Centro e Laboratório Artístico de Vermil, Guimarães, mas será “à porta fechada, sem público no local” e com transmissão em directo a partir das 21h30. De acordo com a promotora, o concerto será transmitido em streaming a partir da página do Centro e Laboratório Artístico de Vermil ou do portal Comunidade Cultura e Arte.

Nos últimos dias têm sido vários os espaços culturais que têm encerrado ou suspendido as respectivas programações, depois de o Governo ter recomendado a suspensão de eventos em espaços fechados com mais de mil pessoas e em espaços abertos com mais de cinco mil, que esta sexta-feira se tornou numa interdição de facto até, pelo menos, 9 de Abril.

O Festival de Artes Performativas Periferias, em Sintra, anunciou que irá disponibilizar online os espectáculos que estão agendados para o fim de semana e que serão interpretados sem público e à porta fechada. “Tendo em conta o cariz internacional do festival, as actuações serão encerradas ao público e posteriormente colocadas online na página do festival, de forma a que público possa continuar a ter acesso à cultura”, refere a organização, a associação Chão de Oliva.

Serão mostradas de forma gratuita a peça de teatro Chiquinho e a actuação do grupo de dança UNO-Sonic.

O realizador português Edgar Pêra revelou que colocou na plataforma YouTube o primeiro volume dos “arquivos Kino-Pop”, os diários visuais que registam “os protagonistas da revolução pop dos anos 80”, para entreter os que estão a viver em “abrigos atómykos”.

Na quinta-feira, a companhia Musicalmente anunciou que os Concertos para Bebés que estavam agendados para Coimbra, Leiria, Marinha Grande e Sintra foram cancelados devido à pandemia de covid-19, mas vão acontecer a partir dos Pousos e podem ser acompanhados pela Internet.

O Museu Coleçcão Berardo, em Lisboa, anunciou também que inaugurará no dia 18 uma exposição do britânico Julian Opie, e que a abertura será apenas transmitida pela Internet, com a presença do artista plástico.

A Galeria Belo-Galsterer e a Pequena Galeria, ambas em Lisboa, só abrirão por marcação.

O número de casos confirmados em Portugal de infecção pelo novo coronavírus, que causa a doença covid-19, subiu hoje para 112, mais 34 do que os contabilizados na quinta-feira, e os casos suspeitos duplicaram para 1308. Dos 112 casos confirmados de Covid-19 em Portugal, 107 estão internados.

Descarregue a app do PÚBLICO, subscreva as nossas notificações e esteja a par da evolução do novo coronavírus.
https://www.publico.pt/apps

Sugerir correcção