Prazos na mina de lítio do Barroso já estão a derrapar

Estudo de Impacto Ambiental estava anunciado para o final do ano passado. A empresa Savannah justifica atrasos com o alargamento do estudo a Espanha.

Foto
David Price, responsável pela prospecção da empresa inglesa Savannah, no local da mina de lítio na aldeia de Covas do Barroso. Adriano Miranda

O projecto de exploração de lítio na Mina do Barroso já está com prazos a derrapar. O Estudo de Impacto Ambiental (EIA) que estava previsto ser concluído e entregue até ao final de 2019 ainda continua a ser elaborado.