Philippe Dam

“A UE pôs em prática políticas para que outros países sustenham os custos de receber refugiados”

Philippe Dam, director da Human Rights Watch na Europa e Ásia Central, diz que a Turquia não é um país seguro para os refugiados e que as autoridades turcas estão a obrigar quem foge da guerra na Síria a regressar à zona de conflito.

Foto
O Governo grego, liderado por Kyriakos Mitsotakis, anunciou que ia suspender a recepção de pedidos de asilo, decisão considerada ilegal à luz do direito internacional ERDEM SAHIN/LUSA

Acusa o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, de usar os refugiados como “peões” contra a União Europeia, ao enviá-los para as fronteiras com os países com a Europa, e diz que o projecto europeu se pôs a si próprio nessa posição de alvo fácil de chantagem com o acordo de 2016, para que Ancara travasse o fluxo de refugiados do Médio Oriente em troca de verbas. Philippe Dam, director da Human Rights Watch (HRW)na Europa e Ásia Central, avisa, em conversa telefónica com o PÚBLICO, que qualquer renegociação desse acordo terá por base os mesmos princípios e que a UE deve adoptar um mecanismo automático de distribuição dos requerentes de asilo entre os Estados-membros para não ficar novamente dependente do vizinho turco.