Ephemera, dez anos aos papéis

Na inauguração de mais um espaço, há o relato por Baltazar Rebelo de Sousa das conversas do então governador de Moçambique com o Malawi.

Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria

Ao princípio da tarde deste sábado, a Ephemera inaugura o segundo armazém na baía do Tejo, no Barreiro, com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, da ministra da Cultura, Graça Fonseca, do general Ramalho Eanes e do presidente da Câmara do Barreiro. “Vêm como amigos”, esclarece José Pacheco Pereira, o criador do invento que, como reza o subtítulo da iniciativa, anda há dez anos aos papéis.

Sugerir correcção
Comentar