Sandis Helvigs/Unsplash
Foto
Sandis Helvigs/Unsplash

Universidade dos Açores vai ter bicicletas partilhadas (com descontos para estudantes)

A Atlantic Bikes vai oferecer uma assinatura anual aos três melhores alunos da universidade açoriana e descontos a todos os estudantes. Passa a ter dois novos parques de estacionamento de bicicletas: um no pólo de Ponta Delgada e outro na única residência universitária da ilha.

A Universidade dos Açores (UAc) assinou um protocolo com a primeira empresa de partilha de bicicletas na região, Atlantic Bikes, que permitirá criar dois postos de estacionamento em zonas universitárias.

Atlantic Bikes já está disponível em algumas zonas de São Miguel e passará a contar com dois novos parques de estacionamento de bicicletas: um no pólo de Ponta Delgada da UAc e outro na única residência universitária da ilha, que dista cerca de dois quilómetros do campus.

A empresa irá fornecer descontos aos estudantes daquela universidade no pacote mensal de utilização das viaturas e oferecer uma assinatura anual aos três melhores alunos da universidade açoriana. O sistema de mobilidade partilhada utilizado pela Atlantic Bikes é baseado num cadeado inteligente (incorporado nas bicicletas), que apenas tranca se a viatura estiver numa zona destinada ao estacionamento e destranca mediante pagamento por uma aplicação móvel.

O protocolo foi assinado em Ponta Delgada e teve a presença do reitor da universidade, João Luís Gaspar e do director da empresa, Roberto Medeiros, que é também aluno da UAc. O director da empresa salientou que a intenção da Atlantic Bikes é apresentar “uma nova alternativa de transporte” a São Miguel. “Nós queremos trazer a inovação, estamos a apostar no futuro.”

“É urgente apostar em coisas novas, reorganizar os nossos espaços públicos e mudar os nossos hábitos. Aproveitar os nossos espaços para que a cidade deixe de ser uma cidade para carros e passe a ser uma cidade para pessoas”, sinalizou, referindo-se a Ponta Delgada.

Por sua vez, o reitor disse aos jornalistas que a assinatura do protocolo se enquadra no “projecto ambiental” desenvolvido pela academia, destacando medidas como a mudança no sistema de iluminação exterior nos diferentes campus da universidade (Horta, Angra do Heroísmo e Ponta Delgada) e o ordenamento dos campus para reduzir a circulação automóvel.

“Esta iniciativa vem precisamente ao encontro desse objectivo, que é melhorar o ambiente, contribuir para reduzir a nossa pegada ecológica e, fundamentalmente, transpor para a sociedade uma nova forma de estar no dia-a-dia”, assinalou.

Sugerir correcção