Investigação

Assalto ao Museu Nacional de Arte Antiga: o roubo esquecido do Maio de 1974

Uma semana depois do 25 de Abril de 1974, uma pintura desapareceu misteriosamente do mais importante museu nacional. Um escândalo. Mas por pouco tempo. No Portugal pós-revolucionário, o caso foi de imediato esquecido. Ficava, porém, anunciado o doloroso processo de perda patrimonial que o país atravessaria durante o PREC e a Reforma Agrária. Primeiro de sete textos.

Foi a 5 de Maio de 1974, um domingo — passavam dez dias sobre a Revolução. A meio daquela semana, Portugal tinha transbordado em celebração. A “divina surpresa” do primeiro Dia do Trabalhador do pós-ditadura.