Os estragos do tempo

Há uma lição para os nossos dias, em que mais do que sectarismo há tribalismo, uma das patologias da sociedade e da política com mais efeitos nefastos nas democracias.

Morreu o Manuel Resende, a última pessoa com que andei à pancada individualmente. Pancada colectiva ainda houve noutras ocasiões, mas, face a face, eu e tu, foi com o Manuel Resende, num alfarrabista junto do Largo de Mompilher, com os empregados a gritar “façam isso lá fora!”. Chegados lá fora, foi cada um para o seu lado, com os impropérios devidos. Eu tenho boa memória, mas não me lembro de todo do motivo, mas sei que era político, ou melhor, sectário. O Manuel Resende era trotsquista e eu maoísta, dava para andar à pancada. Talvez eu lhe tenha dito alguma coisa sobre a “picareta”, e isso chegava.

Sugerir correcção
Ler 14 comentários