Assessor de Joacine retira “confiança política” ao Livre

Rafael Esteves Martins diz que não se revê no partido que ajudou a fundar.

Foto
LUSA/MIGUEL A. LOPES

O assessor da deputada Joacine Katar Moreira na Assembleia da República, Rafael Esteves Martins, anunciou numa publicação na rede social Facebook e com ironia que vai retirar a “confiança política” ao Livre.

“Não reconheço o Livre que ajudei a fundar. Os tempos que correm esclarecem-nos acerca das alianças: não de quem está necessariamente connosco, mas de quem não larga *mesmo* a mão de ninguém. E por isto eu não posso ficar mais no Livre, retirando-lhe consequentemente qualquer confiança política”, escreve o também chefe de gabinete da parlamentar.

PÚBLICO -
Foto

O post foi entretanto comentado por alguns amigos de Rafael Esteves Martins, um dos quais admite ter-se desvinculado do partido. “Desvinculei-me do Livre hoje mesmo, com efeitos imediatos. Deixei publicamente no Facebook e no Twitter a minha carta de desvinculação. Não só pela deriva ideológica no partido mas também em solidariedade com Joacine Katar Moreira”, escreveu Hélder Filipe Azevedo.

A publicação aconteceu pouco depois de o partido ter explicado, em conferência de imprensa, as circunstâncias da retirada da confiança política à deputada. “Não foi uma decisão fácil, precipitada ou pouco discutida”, garantiu a direcção do Livre, numa conferência de imprensa na sede do partido. “Joacine não discutiu, não aceitou o mínimo conselho dos seus companheiros”, resumiram os dirigentes.

Nessas declarações à imprensa ficou a saber-se também que o Livre pedirá uma reunião ao presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, para reforçar a sua intenção de o partido deixar de ser representado pela deputada. “A partir de agora, Joacine Katar Moreira irá representar-se a ela própria”, salientou a direcção.