,Família Manson
Julian Wasser/The LIFE Images Collection via Getty Images/Getty Images

Roman Polanski: somos todos cúmplices?

É justo para as mulheres que se dizem vítimas de Polanski irmos ver O Oficial e o Espião? Deve-se boicotar a obra do realizador? Em França houve manifestações de protesto à porta dos cinemas. E também um recorde de espectadores.

Polanski violador, cinemas culpados, espectadores cúmplices”. A estreia de J’accuse — O Oficial e o Espião em França, onde Polanski vive, foi acompanhada pelo debate sobre se se deve ou não mostrar — e ver — obras de artistas marcados por acusações, neste caso de crimes sexuais. “J’abuse”, lia-se em cartazes empunhados por manifestantes que, em algumas salas, tentaram impedir a estreia. “Comprar um bilhete é já um crime”, decretou a activista feminista Chloé Madesta. A polémica reacendeu-se agora com as as 12 nomeações do filme aos César, os prémios mais importantes do cinema francês