Governo lança Plano Ferroviário Nacional e insiste em aproximar Lisboa e Porto

Discussão sobre futuro da ferrovia arranca tendo por base o Plano Nacional de Investimentos (PNI) 2030. Conselho Superior de Obras Públicas valida uma solução que ligue as duas cidades em duas horas.

Foto
LUSA/JOSÉ COELHO

O ministro das Infra-estruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, quer que o país se mobilize para discutir um Plano Ferroviário Nacional, num debate que não deverá afastar a alta velocidade, ainda que o governante prefira falar em “tempos de viagem reduzidos” em vez de utilizar as siglas TGV. Uma linha de altas prestações entre Lisboa e o Porto, que poderá ser concebida através da construção de variantes à actual linha do Norte e a inevitável Terceira Travessia do Tejo, integrará esse plano, apurou o PÚBLICO.