Torne-se perito

O novo álbum de Morrissey garante: I Am Not a Dog on a Chain

Editado a 20 de Março, terá 11 temas. Single, já disponível, é Bobby, don’t you think they know, com Thelma Houston.

Morrissey
Foto
Mario Anzuoni/Reuters

O cantautor britânico Morrissey, tão conhecido pela sua carreira nos Smiths e a solo quanto pelas suas posições fortes e muitas vezes polémicas enquanto figura pública, vai lançar um novo álbum. I Am Not a Dog on a Chain será o seu título, anunciou o músico na sexta-feira.

Morrissey já tinha provocado os seus seguidores com a possibilidade de um novo trabalho num site de fãs no ano passado. Agora, a confirmação oficial através das contas do músico britânico nas redes sociais vem acompanhada de uma data: 20 de Março é o dia de lançamento do álbum. Para já, existe o single de antecipação do novo trabalho, intitulado Bobby, don’t you think they know, que conta com a participação da cantora Thelma Houston, ícone da Motown.

O álbum tem 11 temas, que são já listados no site Amazon, onde I Am Not a Dog on a Chain já aceita inscrições para a aquisição em pré-venda. As faixas são Jim Jim Falls, Love Is On Its Way Out, Bobby, Don’t You Think They Know, I Am Not A Dog On A Chain, What Kind of People Live in These Houses?, Knockabout World, Darling, I Hug A Pillow, Once I Saw the River Clean, The Truth About Ruth, The Secret of Music e My Hurling Days Are Done.

A revista Rolling Stone adianta que o trabalho foi gravado em França e que foi produzido por Joe Chiccarelli.

Nos últimos anos, Morrissey lançou um álbum de originais, Low in High School (2017) e o álbum de versões de 2019 California Son. Foi esse trabalho, em que interpreta covers de artistas tão conhecidos quanto Bob Dylan ou Joni Mitchell ao lado de músicos como Billy Joe Armstrong, dos Green Day, ou Ariel Engle, dos Broken Social Scene, que gerou nova polémica. Tudo porque o conservadorismo de Morrissey fez com que, a posteriori, Ariel Engle, por exemplo, se arrependesse de não se ter informado mais sobre a postura pública de Morrissey quanto a temas como a imigração antes de decidir colaborar com ele. Nos últimos anos, além de ter apoiado Neil Farage, o líder britânico do partido pelo “Brexit”, fez comentários racistas sobre povos ou etnias, classificando por exemplo os chineses como uma “sub-espécie”.

A propósito disso, e sobre a sua colaboração no novo álbum, Thelma Houston foi questionada pelo site musical Pitchfork sobre a parceria com Morrissey. Na sua resposta, a cantora diz: “Não creio que Morrissey seja racista. E envolvi-me com este tema musical porque conheço a música dele há algum tempo”, explica.

Sugerir correcção