Fundação de Leonardo DiCaprio vai ajudar a Austrália com 2,7 milhões de euros

O actor junta-se a uma crescente lista de celebridades solidárias com a destruição dos fogos australianos.

Organização ambiental do actor foi fundada no ano passado
Foto
Organização ambiental do actor foi fundada no ano passado LUSA/CHRISTIAN MONTERROSA

A organização ambiental de Leonardo DiCaprio, a Earth Alliance, vai doar cerca de 2,7 milhões de euros para a ajuda humanitária aos fogos na Austrália. A fundação anunciou esta quinta-feira que lançou o fundo Australia Wildfire Fund para assistir a “resposta internacional aos catastróficos incêndios” que actualmente assolam o país.

A área ardida é de cerca de 64 mil quilómetros quadrados, e já se perderam pelo menos 25 vidas e duas mil casas. Os fogos, alimentados pela seca no ano mais quente registado no país, têm grassado desde Setembro, antes ainda da habitual época de incêndios naquele país.

O actor, vencedor de um Óscar, é co-presidente da Earth Alliance em conjunto com os filantropos Laurene Powell Jobs e Brian Sheth. A organização foi lançada no ano passado para combater as alterações climáticas e a perda de biodiversidade. O fundo vai-se associar a organizações parceiras australianas, incluindo a Aussie Ark, a Bush Heritage e a Wires Wildlife Rescue.

DiCaprio junta-se assim a uma lista crescente de celebridades, do mundo da música ao do desporto, que têm feito donativos a favor da recuperação do país. O actor australiano Chris Hemsworth e o cantor britânico Elton John deram cerca de 900 mil euros, cada um. Nicole Kidman, Pink e Keith Urban também contribuíram. Os Metallica revelaram que iam doar cerca de 676 mil dólares a agências de combate aos incêndios e de serviços de emergência, em Victoria. Phoebe Waller-Bridge comunicou, no passado domingo, que ia leiloar o conjunto que usou nos Globos de Ouro, cujos lucros vão reverter para os bombeiros.