Madeira quer zona franca 100% pública como resposta a Bruxelas

Funchal pediu estudo jurídico e financeiro para comprar 51% do capital da SDM, que tem a concessão do centro de negócios. Dentro da empresa, avaliam a operação em mais de 40 milhões de euros.

Foto
Rui Gaudencio / Publico

A Madeira prepara-se para adquirir 51% do capital social da Sociedade de Desenvolvimento da Madeira (SDM), que tem a concessão da Zona Franca. A operação pode atingir os 40 milhões de euros. Um valor que, não estando fechado, estará em cima da mesa quando o executivo madeirense, que já controla 49% do capital social da SDM, se sentar para negociar com o grupo Pestana a compra do remanescente da empresa que desde 1987 tem a concessão do Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM).

Sugerir correcção
Ler 4 comentários