Na Guarda, o Solar do Vinho tem agora uma loja dos produtores locais

A nova loja, na sede da Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior, funcionará também como espaço de recepção dos clientes da futura rota enoturística.

,Copo de vinho
Foto
Pedro Cunha

Instalada no Solar do Vinho, sede da Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior (CVRBI), a nova loja vende vinhos de todos os produtores da região e vai promover provas. Segundo o presidente da CVRBI, Rodolfo Queirós, vai ainda funcionar como uma espécie de “welcome center”, onde é disponibilizada informação aos enoturistas relativa à Rota de Vinhos da Beira Interior que está a ser criada por aquela entidade, em colaboração com o Turismo do Centro e os municípios da região.

“Vamos ter de ter pacotes turísticos para quem nos visitar e diga, por exemplo: eu quero visitar a adega x, visitar a aldeia histórica y, almoçar no restaurante z e dormir na unidade de turismo ou nas termas k”, exemplificou o responsável em declarações à agência Lusa. No início de 2020 aquela entidade vai promover uma reunião com empresários dos ramos da hotelaria e da restauração da região, para que sejam “parceiros do projecto”, pois considera que “faz sentido” o funcionamento em rede.

Para o próximo ano, está também agendado o primeiro concurso de gastronomia e de vinhos da região, intitulado Beira Interior Gourmet, organizado pela CVRBI para potenciar os vinhos da região e a gastronomia, que é “muito diferenciada”. “A ideia é tornar o enoturismo como um produto que tem cada vez mais potencial na nossa região e olhar muito para os turistas de cá, mas também olhar para as pessoas de fora, nomeadamente os espanhóis, que adoram a nossa gastronomia e os nosso vinhos”, disse.

O presidente da CVRBI adiantou que para a concretização da Rota dos Vinhos da Beira Interior aquela entidade celebrou este mês protocolos com o Turismo do Centro e com os municípios de Figueira de Castelo Rodrigo, Fundão, Guarda, Oleiros, Pinhel e Vila Velha de Ródão.

A CVRBI abrange as zonas vitivinícolas de Castelo Rodrigo, Pinhel e Cova da Beira, nos distritos de Guarda e de Castelo Branco, onde possui mais de 60 associados, sendo quatro adegas cooperativas. Na área abrangida pela CVRBI existem cerca de 16 mil hectares de vinhas e uma grande variedade de castas, destacando-se as brancas Síria, Arinto e Fonte Cal e as tintas Tinta Roriz, Rufete, Touriga Nacional, Trincadeira e Jaen.

A loja do Solar do Vinho abriu as portas no dia 5 de Dezembro e funciona de segunda a sexta-feira das 9h às 12h30 e das 14h às 17h30 e, aos fins-de-semana, das 15h às 18h. “Já temos tido procura. Temos gente a visitar-nos todos os dias, a querer saber mais sobre os vinhos e a comprar algumas coisas”, contou Rodolfo Queirós. A partir de Janeiro do próximo ano, a pensar na captação de enoturistas, a CVRBI vai ter semanalmente vinhos em prova de cinco produtores regionais.

Sugerir correcção