Pardal, pintassilgo ou cuco: há cada vez menos destas aves em Portugal

Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves revela dados sobre várias espécies de aves comuns no território nacional. Há muitas cujo número tem vindo a declinar, graças a factores tão diversos como alterações na paisagem agrícola, alterações climáticas ou capturas acidentais pelas artes de pesca.

Fotogaleria
A população de pardal-comum decaiu em Portugal nos últimos anos, a par com outras espécies de aves DR
Fotogaleria
A população de pardal-comum decaiu em Portugal nos últimos anos, a par com outras espécies de aves DR

Se tem a sensação que nos últimos tempos não vê tantos pardais como era habitual, não está enganado. O relatório Estado das Aves em Portugal 2019, que é apresentado esta quarta-feira em Lisboa, mostra que entre 2011 e 2018 o pardal-comum decaiu em 29%. É uma das espécies habituais em meios agrícolas cujo número tem vindo a diminuir e se o pardal não está bem, é sinal que algo está muito mal, diz Domingos Leitão, director da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), responsável pelo documento.