Reportagem

Macau: polir a pérola, antes que a desfaçam

A presença portuguesa foi, durante séculos, o grão de areia dentro da ostra chinesa. Vinte anos depois da devolução de Macau à China a pergunta não é o que resta. É o que fazer com isso.

Pensem na área do Barreiro, 36 km2. Ou na de Odivelas, 27 km2. Juntem-lhes uns 700 mil residentes. E mais uns 39 casinos. Agora pensem em 35 milhões de turistas por ano. Adicionem um clima tropical de monções. Bem-vindos a Macau.