Autoridade da Concorrência aprova compra da Media Capital pela Cofina

Negócio está avaliado em 255 milhões de euros e já tinha sido aprovado pelos reguladores dos media e das telecomunicações.

Televisão Independente
Foto
Nelson Garrido

A Autoridade da Concorrência (AdC) já emitiu um projecto de decisão, de sentido favorável, à compra da Media Capital, dona da TVI, pela Cofina, que detém o Correio da Manhã, segundo confirmou à Lusa fonte oficial da entidade.

Este “projecto de decisão está agora sujeito a audiência de interessados”, realçou a mesma fonte.

A notícia foi avançada esta quarta-feira pelo Dinheiro Vivo, que teve acesso ao projecto, sendo que, de acordo com a publicação, a AdC fundamentou a sua opinião com a convicção de que esta operação “não é susceptível de criar entraves significativos à concorrência efectiva nos mercados identificados como relevantes”.

O negócio, avaliado em 255 milhões de euros, já tinha sido validado pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) e pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom).

Em 3 de Outubro, a AdC adiantou que já tinha sido notificada da compra da Media Capital pela Cofina.

Em 21 de Setembro, a Cofina anunciou que tinha chegado a acordo com a espanhola Prisa para comprar a totalidade das acções que detém na Media Capital, valorizando a empresa (enterprise value) em 255 milhões de euros.

O grupo Cofina detém, além do Correio da Manhã e do Record, a CMTV, o Jornal de Negócios, a revista Sábado, entre outros títulos.

Por sua vez, a Media Capital conta com seis canais de televisão e a plataforma digital TVI Player. Além da TVI, canal generalista em sinal aberto que celebra 26 anos, conta com a TVI24, TVI Reality, TVI Ficção, TVI Internacional e TVI África.

A Media Capital tem também rádios, onde se inclui a Comercial.