No início eram outros peixes ou os assados, mas o Natal viciou-se no bacalhau

Há ainda bolsas de resistência onde os assados de carnes fazem a substância da mesa da Consoada e a tradição alentejana dos ensopados de borrego e carnes de porco fritas. A norte, o polvo guisado é também obrigatório.

Foto
Nelson Garrido

Pode parecer hoje estranho, mas a Consoada começou por ser uma refeição bem frugal e contida. Um momento de sobriedade e quase recato, em respeito pela atitude de jejum própria do tempo de advento. Celebrou-se também depois com peixes, galinha e borrego ainda antes da chegada do peru, por influência das modas de Paris, e foi já na segunda metade do século passado, e com decisivo impulso do Estado Novo, que o hábito do bacalhau impôs o seu domínio nas mesas de Natal dos portugueses.