Oeiras torna-se a Capital do Natal e há neve à beira-Tejo

Vai nevar no Passeio Marítimo de Algés, prometem. A Capital do Natal abre portas esta sexta-feira e fica até 12 de Janeiro.

Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal
Fotogaleria
Oeiras, Capital do Natal

No espaço daquela que o presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, enaltece como a maior pista de gelo em Portugal, a apresentação da Capital do Natal, em vésperas da abertura ao público, já é feita com muitos elfos brincalhões à mistura e um frio polar. Até porque o objectivo deste evento não é passar uma imagem, mas antes reproduzir uma realidade: a do Pai Natal, da Lapónia, mas sobretudo do imaginário colectivo em torno desta quadra festiva. A Capital do Natal, ao longo do Passeio Marítimo de Algés, no concelho de Oeiras, promete assim um verdadeiro ambiente natalício, que permanecerá até dia 12 de Janeiro.

É, no fundo, “um espaço que permite uma associação de ideias do imaginário do Natal, com paz e tranquilidade”, refere o autarca que descreveu o espaço como “mágico”. “Uma das críticas que faço, por vezes, à organização é a ausência de publicidade. Mas provavelmente estão a contar que toda a gente tenha a mesma reacção que eu tive: de satisfação, alegria, surpresa.”

Pelo espaço haverá uma série de actividades, desde escrever a carta ao Pai Natal no posto de correios, criado para o efeito, até deslizar nas rampas de gelo — na Montanha do Vento Corajoso, há 12 pistas de snowtubing, de diferentes níveis de dificuldade.

PÚBLICO -
Foto
Oeiras Capital do Natal DR

Todas as actividades estão incluídas no preço do bilhete de entrada, cujo valor tem angariado críticas: adultos pagam 24 euros; crianças (3 aos 12 anos), seniores (mais de 65) e pessoas com mobilidade reduzida, 20 euros. No entanto, o presidente da autarquia ressalva que, mesmo não sendo gratuito, “não haverá criança no concelho que não terá oportunidade de visitar o espaço”, no âmbito da responsabilidade social do promotor e como contrapartida pelo apoio camarário. Assim, as escolas do pré-escolar e do ensino básico de Oeiras terão acesso grátis, assim como as várias instituições do concelho, das organizações de beneficência à universidade sénior, e qualquer família sinalizada como numa situação mais desfavorecida.

Vai nevar em Oeiras

A Capital do Natal desenvolve-se por toda a área do Passeio Marítimo de Algés, mas há um espaço que promete atrair as atenções: trata-se do Palácio dos Guardiões da Neve, um conjunto de tendas onde irá acontecer “uma das experiências mais intensas: brincar com neve real”. Para tal, a organização recorreu a uma equipa de especialistas finlandeses. Dentro do Palácio, há esculturas de gelo — renas, ursos e até unicórnios — e muito frio. “Melhor vir agasalhado”, avisam os promotores do evento.

PÚBLICO -
Foto
Oeiras Capital do Natal DR

Outro espaço gelado é a pista de patinagem — “a maior pista de gelo real que alguma vez existiu em Portugal”, informa-se — com vista para um lago com 3000 m2, onde ocorrerão espectáculos de luz e água, pelo menos duas vezes por dia, ao pôr-do-sol e no encerramento, com assinatura da “mesma entidade que produz para a Disney, Dubai ou Vegas”.

Entre as atracções, há ainda uma escola para elfos, onde os mais pequenos poderão tirar um curso e aprender os segredos das simpáticas criaturas.

A Capital do Natal, que envolveu um investimento de seis milhões de euros e que se espraia por 72 mil metros quadrados, vai ainda disponibilizar uma área para organização de eventos corporativos.

O parque estará aberto de segunda a quinta-feira, das 12h às 23h; sextas e sábados, das 10h às 24h; e aos domingos, das 10h às 23h. Mais informações no site oficial.