Ecografias: há mais um obstetra sob suspeita em Setúbal

Três crianças sofrem de malformações que deveriam ter sido detectadas nas ecografias. Ministério Público arquivou queixas-crime devido ao quadro legal existente, ao mesmo tempo que assinalou que houve “conduta negligente”. Médico refuta responsabilidades. Um dos casos está agora no tribunal cível.

Foto
Duas das três crianças que nasceram com malformações não detectadas pelo obstetra Vítor Gabriel Daniel Rocha

O agente da PSP entrou em estado de choque quando lhe deram a notícia no hospital de Setúbal, já lá vão mais de oito anos. O filho acabara de nascer com malformações graves, apesar de sempre terem dito à mulher ao longo da gravidez que as ecografias não revelavam qualquer problema. O polícia chegou a desmaiar quando lhe disseram que a criança dificilmente conseguiria vir a andar.