Torne-se perito

PSD congratula-se com 1.º congresso partidário de sempre em Viana do Castelo

Dirigentes locais acreditam que o conclave é uma oportunidade para promover a economia regional, assim como a identidade e o património da cidade e do Alto Minho.

O 37.º congresso do PSD realizou-se em Lisboa
Foto
O 37.º congresso do PSD realizou-se em Lisboa Miguel Manso

As estruturas local e distrital do PSD de Viana do Castelo congratularam-se, nesta terça-feira, com a escolha da capital do Alto Minho para a realização, em Fevereiro de 2020, do primeiro congresso de um partido político naquela região. Em comunicado, a comissão política de secção do PSD de Viana do Castelo, presidida por Eduardo Teixeira, classificou como “exemplar” a decisão tomada no último conselho nacional do partido, em Bragança, por considerar tratar-se de “mais um momento de descentralização e de proximidade da comissão política nacional, aos militantes e simpatizantes” do partido.

Na nota hoje enviada, a estrutura local do PSD sublinha que “o congresso nacional é o órgão máximo do partido e neste estão representados um total de 1.045 delegados, além de centenas de participantes, (autarcas, dirigentes e deputados) e muitos observadores que poderão igualmente acompanhar todos os trabalhos”.

“É uma oportunidade de promoção da nossa economia, da nossa identidade e do património da cidade e do Alto Minho”, reforçou o presidente do PSD de Viana do Castelo, Eduardo Teixeira, citado na nota enviada à imprensa.

Para o também deputado pelo distrito de Viana do Castelo, eleito nas legislativas de Outubro, é uma “aposta” no concelho, cujo “rumo” o PSD “tentará inverter nas autárquicas de 2021, após 26 anos de gestão socialista”.

A comissão política distrital, liderada por Carlos Morais Vieira também se congratulou e “enalteceu” a decisão do partido. Em comunicado, o presidente daquela estrutura partidária disse que a decisão “reconhece o trabalho levado a cabo pelo partido no Alto Minho”.

“Nas últimas eleições autárquicas, o partido duplicou o número de câmaras municipais, e nas eleições legislativas de Outubro ficou a escassos votos de vencer o PS, mantendo mesmo assim, na actual legislatura, os três deputados na Assembleia da República”, reforçou. Segundo Carlos Morais Vieira, a escolha de Viana do Castelo para a realização do congresso vem ao encontro de um “compromisso” assumido em 2017.

“No conselho nacional realizado em finais de 2017, ficou o compromisso de Viana do Castelo vir a acolher, num futuro breve, um congresso nacional do PSD. Estamos gratos por ter sido cumprida a palavra e, dessa forma, ter sido reconhecido o muito trabalho que se tem vindo a realizar no distrito de Viana do Castelo em prol do PSD”, afirmou o presidente da distrital do partido.

Morais Vieira disse “estar certo de que a força e mobilização interna do PSD para o 38.º congresso serão certamente um motivo de orgulho, coragem e incentivo para o futuro, em especial para o desafio autárquico no Alto Minho no ano de 2021 e, em particular, na cidade de Viana do Castelo que há 30 anos definha fruto da má gestão socialista”.

Sugerir correcção