Comerciante português assassinado a tiro na Venezuela

Comerciante foi baleado na terça-feira por grupo armado, na localidade de San Vicente. Autoridades investigam contornos da morte do português.

Imagem de arquivo de protesto na Venezuela
Foto
Imagem de arquivo de protesto na Venezuela Reuters/UESLEI MARCELINO

Um comerciante português de 57 anos de idade foi assassinado a tiro na localidade de San Vicente, Girardot, um dos municípios mais povoados do estado venezuelano de Arágua, 110 quilómetros a oeste de Caracas, segundo fontes policiais. As mesmas fontes referiram que o assassínio ocorreu na terça-feira, às 10h40 locais (15h10 em Portugal continental). 

O comerciante circulava na sua viatura quando foi atacado a tiros por grupo armado, tendo sido atingido na cabeça, no peito e no estômago. A viatura bateu contra uma residência e a vítima foi levada para o Ambulatório 23 de Enero, onde deu entrada já sem vida.

A polícia investiga vários cenários possíveis, um dos quais o de que o comerciante estaria na zona porque pretendia comprar um carro novo, que pagaria com moeda estrangeira, e teria sido interceptado pelos atacantes, e outro de que o carro em que seguia teria sido confundido com uma viatura da polícia. É considerada ainda a hipótese de os atacantes terem tentado, sem sucesso, roubar a viatura do comerciante português. 

Na Venezuela, são frequentes as queixas da população sobre a alta criminalidade no país, uma situação que afecta tanto cidadãos nacionais como estrangeiros. Nos últimos tempos, a polícia tem advertido os cidadãos sobre vendas fraudulentas de viaturas, em que os alegados proprietários exigem o pagamento em moeda estrangeira.