Sara Sampaio troca acusações no Twitter com a britânica Jameela Jamil

A portuguesa trocou acusações com a actriz britânica Jameela Jamil, depois desta ter chamado as modelos de esfomeadas.

Fotogaleria
Sara Sampaio acusa a actriz britânica de hipocrisia Ricardo Lopes
Fotogaleria
Jameela Jamil diz que a modelo portuguesa não luta o suficiente para mudar a indústria da moda. LUSA/ETIENNE LAURENT

Sara Sampaio está envolvida numa polémica com Jameela Jamil no Twitter. A modelo portuguesa acusa a actriz britânica de hipocrisia. Em causa está a partilha de um vídeo de uma passerelle, em que a Jamila apelida as modelos de “esfomeadas e assustadas”.

O vídeo partilhado mostra uma passerelle com mulheres negras, da Gold Caviar Crew na Semana da Moda de Viena, a dançar enquanto desfilam. Na descrição da partilha, a actriz britânica escreveu: “Meu Deus. Isto parece o mais divertido, e não se vê uma única adolescente assustada esfomeada. Lindo”.

A modelo portuguesa não tardou a responder, chamando a actriz britânica de hipócrita. “E que tal celebrar alguém em vez de as deitar abaixo? Chamar as modelos de “adolescentes assustadas esfomeadas” é extremamente ofensivo. Para alguém que defende uma atitude corporal positiva isto grita hipocrisia”, pode ler-se no tweet de Sara Sampaio.

Pouco mais tarde, a portuguesa acrescentou que Jameela Jamil estava a generalizar e que as modelos, “a maioria adolescentes”, não merecem ser postas na mesma caixa. “Claro que isto acontece, mas não é com toda a certeza a maioria”, garante Sara Sampaio.

Jameela Jamil rapidamente esclareceu que não se referia a todas as modelos, mas sim ao grande número de jovens a passar fome e a utilizar drogas para controlar o peso e ir ao encontro dos tamanhos de roupa tão pequenos. “Não julgues a forma como como eu celebro alguma coisa ou como chamo à atenção para algo problemático (…). Sou uma activista. As minhas palavras não são queridas, fáceis ou inofensivas. A mudança não acontece se nos limitarmos a ser educadas”, escreveu a actriz.

A discussão acesa termina com Jameela Jamil a insinuar que Sara Sampaio tem uma atitude defensiva por trabalhar numa indústria tóxica e para na qual “não luta o suficiente, no que concerne ao tratamento das jovens modelos”.

O assunto gerou dezenas de comentários, com utilizadores a apoiarem ambas as intervenientes. “Precisas abrir os olhos e aprender acerca dos distúrbios alimentares”, pode ler-se como resposta ao tweet de Sara Sampaio. “A profissão e a indústria são ofensivas. Precisas sentar-te e ler alguns livros”, acrescenta outro utilizador.

Na publicação de Jameela Jamil, os utilizadores defendem as modelos e acusam a indústria da moda. “Como antigo modelo, posso dizer-te que o problema está nas agências”, comenta um utilizador. Nos comentários lêem-se também elogios ao desfile inclusivo que o vídeo mostra.