“Desilusão”: dezenas de artistas e companhias contestam resultados de concursos em carta aberta a Costa

Resultados provisórios dos concursos bienais do programa sustentado de apoio às artes para 2020-2021 deixaram de fora 75 estruturas por falta de verbas. É pedida nova revisão do modelo de apoio.

Foto
A peça Republica/s, do Teatrão, uma das companhias subscritoras da carta aberta Sergio Azenha

Mais de 60 estruturas artísticas assinaram uma carta aberta em que contestam os resultados provisórios dos concursos bienais do programa sustentado de apoio às artes para 2020-2021, e vão entregá-la na sexta-feira, às 15h, ao primeiro-ministro, António Costa, na sua residência oficial, o Palácio de São Bento. Os signatários exigem “a atribuição de apoio a todas as entidades elegíveis a financiamento” e, fazendo eco de mais de um ano de contestação, voltam a pedir uma “profunda reformulação do modelo de apoio às artes”. A exclusão de mais de 70 estruturas levará à desintegração de algumas delas, avisam.