Porto de Mós: num coração de serras, é a natureza que se alumia

O castelo “de fadas” e o campo da Batalha de Aljubarrota oferecem momentos de pausa numa visita a Porto de Mós. O concelho, encaixado entre as serras de Aires e de Candeeiros, tem na natureza a sua maior preciosidade. E é através dela que se quer afirmar como destino.

Fotogaleria
Sítio do Elias, cabana na Ecopista de Porto de Mós Sergio Azenha
Fotogaleria
Ecopista de Porto de Mós - trilho no tracado da antiga linha de comboio que fazia o transporte de carvão Sergio Azenha
Fotogaleria
Ecopista de Porto de Mós - trilho no tracado da antiga linha de comboio que fazia o transporte de carvão Sergio Azenha
Fotogaleria
Mina de São Pedro Sergio Azenha
Fotogaleria
Ecopista de Porto de Mós - trilho no tracado da antiga linha de comboio que fazia o transporte de carvão Sergio Azenha
Fotogaleria
Ecopista de Porto de Mós - trilho no tracado da antiga linha de comboio que fazia o transporte de carvão Sergio Azenha
Fotogaleria
Porto de Mós e o seu castelo Sergio Azenha
Fotogaleria
Castelo de Porto de Mós Sergio Azenha
Fotogaleria
Castelo de Porto de Mós Sergio Azenha
Fotogaleria
Porto de Mós vista do castelo Sergio Azenha
Fotogaleria
Escavação arqueológica junto ao Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota Sergio Azenha
Fotogaleria
Escavação arqueológica junto ao Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota (CIBA), campos de Sao Jorge Sergio Azenha
Fotogaleria
Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota Sergio Azenha
Fotogaleria
Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota Sergio Azenha
Fotogaleria
Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota Sergio Azenha
Fotogaleria
Lagoa Grando do Arrimal Sergio Azenha
Fotogaleria
São Bento Sergio Azenha
Fotogaleria
São Bento Sergio Azenha
,Caverna
Fotogaleria
Grutas de Mira D'Aire Sergio Azenha
Banco de imagens
Fotogaleria
Grutas de Mira D'Aire Sergio Azenha

Eduardo Amaral vai colhendo plantas ao longo do caminho. Alecrim, rosmaninho, tomilho. “Aqui chamamos-lhe pimenteira”, aponta o vereador do município de Porto de Mós, responsável pelas pastas da cultura, do turismo, do ambiente e do desporto. Num recanto, encontra o tomilho-limão de que falava há instantes, com o característico aroma a citrinos que perfuma algumas das receitas locais. Se estivéssemos na Primavera, talvez encontrássemos algumas das espécies de orquídeas selvagens que florescem um pouco por todo o Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros ou um botão de rosa-albardeira.