Uma jovem que se curva à “normalidade”, filmada por uma jovem realizadora de costas direitas

Lara senta-se de costas muito direitas numa mesa de pessoas que comem curvadas. A adolescente move-se curiosa num mundo de desconhecidos sempre calados e de familiares que só levantam os olhos do telemóvel para lhe dizer que ela é "estranha". O argumento é de Joana Caiano, realizadora de 18 anos atraída por "ambientes esquisitos" — mas verosímeis. 42, a curta-metragem de ficção com que terminou o secundário na Escola Artística António Arroio, em Lisboa, viajou com ela durante o Verão que marca o primeiro ano de ensino superior. Joana mudou-se para o Reino Unido, onde vai estudar Cinema na Arts University of Bournemouth; a curta que assina ainda continua o seu caminho. No final de Agosto, 42 venceu o prémio do júri de Melhor Curta-Metragem Ibero-Americana, categoria jovem, no Festival Internacional de Cine de Quito (Equador). Antes já tinha sido distinguida no Porto Femme, depois de uma estreia em Março no Zoom.13, na Eslóvenia.

Pelo meio, e fora da ficção, Joana anda a editar Horns on the Woman, um documentário de uma activista australiana, Alison Wilson, sobre exploração e tráfico sexual, em Espanha. Também vai continuar as aulas de dança em Inglaterra e um outro documentário, ainda em construcção, que filmou no Hospital Psiquiátrico Júlio de Matos depois de ter visto um mini-documentário de 1974. A forma sórdida como os pacientes eram tratados, rodada a Super 8, "é agora muito diferente", conta, por telefone, ao P3. 

Esta semana, a realizadora volta a pegar na mala ainda meio por desfazer e vai à Croácia apresentar a curta-metragem no Four River Film Festival, em Karlovac, onde todas as categorias são dedicadas a "cinema de secundário", feito por jovens entre os 14 e os 20 anos. Ela, com 18, vai confrontá-los com um filme que explora a perda de individualidade de alguém que se curva à normalidade. Atrás da câmara, Joana esforça-se por manter as costas direitas. 

Gostas de fotografar e tens uma série que merece ser vista? Não consegues parar de desenhar, mas ninguém te liga nenhuma? Andas sempre com a câmara de filmar para produzir filmes que não saem da gaveta? Sim, tu também podes publicar no P3. Sabe aqui o que tens de fazer.

Sugerir correcção