Cerca de 600 médicos não terão acesso a especialidade apesar haver mais vagas este ano

O número de vagas a abrir para a formação especializada no próximo concurso vai ser superior ao dos anos anteriores. Serão entre 1800 a 1850, quando ainda falta fechar o mapa de duas especialidades.

Médico
Foto
Rui Gaudencio

Cerca de seis centenas de jovens médicos não terão acesso a formação especializada no próximo concurso, calcula Patrícia Pita Ferreira, uma das responsáveis pela organização do Congresso Nacional do Interno de Formação Geral, que começou esta quarta-feira no Porto e em que este problema, que se está agudizar nos últimos anos, está a ser analisado.