Furacão Dorian atinge a categoria máxima. Bahamas preparam-se para cenário “catastrófico”

Os ventos podem atingir uma velocidade superior a 250 km por hora. A costa altântica dos EUA só deve ser afectada indirectamente. Estação Espacial Internacional captou imagens que mostram a dimensão da tempestade.

Foto
Reuters/NOAA

O Furacão Dorian atingiu a categoria máxima antes de chegar às Bahamas, onde deve causar dois dias de chuvas intensas. O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos passou a tempestade para a categoria 5 na escala Saffir-Simpson.

Este nível, que representa ventos com uma velocidade de 250 quilómetros por hora, tem um elevado poder destrutivo, com a capacidade de provocar grandes estragos em edifícios e outras infra-estruturas. 

O furacão vai alcançar as Bahamas nas próximas horas e, embora não deva atingir directamente os Estados Unidos, está a deixar vários estados da costa atlântica em alerta, pois devem mesmo assim sentir os seus efeitos Florida, Georgia, Carolina do Sul e Carolina do Norte são os estados em causa.

Nas Bahamas, o primeiro-ministro Hubert Minnis pediu aos habitantes das ilhas mais pequenas para se dirigirem para a ilha principal de forma a evitar o que pode ser uma tempestade “devastadora e perigosa”. Em conferência de imprensa, Minnis lembrou que 73 mil pessoas e 21 mil casas estão em risco de ser atingidas pelo aumento do nível das águas, que pode chegar aos quatro metros e meio.

A Florida já tinha declarado o estado de emergência, tendo as populações sido avisadas para inundações e ventos fortes. Nos últimos dias há relatos de uma corrida aos supermercados e equipamentos de protecção, como as tábuas de madeiras para janelas e montras.

Este domingo, as câmaras da Estação Espacial Internacional captaram em vídeo imagens da dimensão gigantesca da tempestade. 

Nesta temporada de furacões, que começou em Junho, foram registadas outras quatro tempestades tropicais - ChantalAndreaErin e BarryApenas o Barry se tornou num furacão, pouco antes de chegar ao estado norte-americano do Luisiana, onde provocou perdas materiais substanciais, mas sem causar vítimas mortais entre a população.