Torne-se perito

Gestão ambiental do Brasil põe Costa e Macron às avessas sobre acordo com Mercosul

António Costa diz que o Brasil “precisa de solidariedade e não de sanções”, mas avisa que preocupações ambientais são para levar a sério.

,António Costa
Foto
Reuters

Afinal, o que vai pesar mais nos próximos meses na relação entre a União Europeia e o Brasil, a gestão ambiental ou os negócios entre continentes? António Costa pede para não se misturar o “drama” dos incêndios da Amazónia com o “acordo muito importante” alcançado entre a União Europeia e o Mercosul para o comércio, numa resposta directa ao presidente francês Emmanuel Macron que, em conjunto com a Irlanda, ameaçaram vetar o acordo. Mas não deixa de avisar o presidente brasileiro que há uma “cláusula ambiental” que impõe regras e compromissos que têm de ser respeitados.