Pescadores compensados com 500 mil euros por cabo submarino

Os 28 pescadores de Viana que vão deixar de poder pescar por cima do cabo que escoará a energia do parque eólico Windfloat receberão 400 mil euros das tarifas eléctricas e outros 100 mil do consórcio liderado pela EDP Renováveis.

O Windfloat deverá estar em produção no final de 2019
Foto
O Windfloat deverá estar em produção no final de 2019 © Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Os pescadores de Viana do Castelo que serão afectados pela instalação do cabo submarino que vai ligar o parque eólico flutuante Windfloat à rede eléctrica, em terra, vão receber 500 mil euros como compensação.