Precisamos de passar de um Código da Estrada para um Código da Mobilidade

País está há anos à espera da homologação de vários sinais de trânsito relativos à mobilidade ciclável. Associação quer mudar regras urbanísticas para garantir estacionamento para bicicletas.

Foto
O sinal de obrigação de circulação continua a aparecer nas ciclovias Paulo Pimenta

A dependência do automóvel é um facto verificável nas nossas ruas e estradas, nos inquéritos à mobilidade mas, também, na própria legislação. E numa entrevista dada ao PÚBLICO a propósito de A Cidade das Bicicletas, a autora, Paula Teles, defende que o país deve evoluir, “nos próximos anos, do Código da Estrada para um Código da Mobilidade”, um conjunto de regras novo que dê aos vários modos de circulação no espaço público o destaque que, na legislação actual, é dado ao automóvel.