Opinião

Tempos cada vez mais inflamáveis

As consequências directas e efeitos perversos da prevista greve dos 600 camionistas ameaçam lançar no caos todos os sectores económicos e sociais do país. Como se explica tamanha vulnerabilidade?

Ausente deste espaço durante três semanas, o que mais me impressionou na actualidade internacional e nacional que entretanto acompanhei foi o seu carácter cada vez mais inflamável. Inflamável em sentido figurado ou simbólico como as posições e incidentes com crescente carga bélica e envolvendo por vezes algumas das maiores potências mundiais. Mas inflamável também em sentido mais estrito e doméstico, desde os milhares de golas distribuídas às populações atingidas pelos incêndios até aos 600 filiados no Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas, apontado já como protagonista da greve com consequências económicas e sociais mais graves dos últimos anos, senão mesmo das últimas décadas.