Oposição dos trabalhadores dificulta criação de nova empresa da Altice

Transferência de duas mil pessoas estava prevista para 1 de Junho, mas trabalhadores recusam. Altice diz que a criação da nova empresa de serviços técnicos continua a ser “estruturante”.

Trabalhadores reunidos em plenário recusaram a mudança para uma nova empresa
Foto
Trabalhadores reunidos em plenário recusaram a mudança para uma nova empresa Andreia Carvalho

O objectivo da Altice de transferir cerca de dois mil trabalhadores da Direcção de Operações e Infraestruturas (DOI) da Meo para uma nova empresa chamada Meo Serviços Técnicos está a ser dificultada pela oposição dos trabalhadores desta área.