Nos oito municípios da Lipor produziu-se mais “lixo” em 2018

Cidadãos até entregaram mais material para reciclagem e resíduos orgânicos, para produção de composto, mas em cada dez quilos de resíduos, 7,5 quilos são queimados para produzir energia

Lipor alargou a recolha selectiva porta-a-porta e começa a ver resultados desse esforço
Foto
Lipor alargou a recolha selectiva porta-a-porta e começa a ver resultados desse esforço Ines Fernandes

A Lipor, sistema intermunicipal que gere os resíduos urbanos (RU) de oito concelhos do Grande Porto recebeu nas suas instalações, em 2018, quase 533 mil toneladas de lixo. Os números, que representam um aumento de 4% face ao ano anterior, são uma amostra importante de uma tendência que, a confirmar-se no resto do país, significa o falhanço de um dos objectivos nacionais, que passava pela redução da quantidade de resíduos para 4,08 milhões de toneladas em 2020.