Jornalista do PÚBLICO distinguido com Prémio ANMP de Jornalismo e Poder Local

João Pedro Pincha venceu primeiro prémio na categoria Imprensa e a primeira menção honrosa da mesma categoria.

Foto
Ricardo Lopes

O jornalista do PÚBLICO João Pedro Pincha foi esta quinta-feira distinguido com o prémio da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) de Jornalismo e Poder Local 2019 na categoria de Imprensa pela reportagem “A Sophia de que o people lá do bairro gostava”.

A reportagem conta a história da Biblioteca Infanto-Juvenil Sophia de Mello Breyner Andresen, que existiu na Quinta do Armador, em Lisboa, durante dez anos. Quis ser um espaço comum às crianças de várias etnias daquele bairro de realojamento e, mesmo com dificuldades, cumpriu a missão. Fechou há uma década.

Ainda na mesma categoria, o jornalista do PÚBLICO recebeu também a primeira menção honrosa pelo trabalho “Saudades lá do bairro”, sobre o regresso ao centro histórico de Lisboa de pessoas que, a partir de 1990, o deixaram com a promessa de que voltariam para casas reabilitadas.

Na categoria de imprensa, foi ainda premiada a jornalista Céu Neves, do Diário de Notícias, com o trabalho “Um milhão para fazer da ‘terra dos índios’ a “capital dos doces e das magnólias"”, publicado em Novembro de 2018.

Na categoria de Rádio, o júri atribuiu o primeiro prémio ao trabalho “Eles que se atrevam” da jornalista da TSF Bárbara Baldaia e com sonoplastia de Joaquim Dias, a primeira menção honrosa a José Guerreiro, jornalista da Antena 1, a Rui Soares, responsável pela sonoplastia e a Paulo Cavaco e Bruno Fonseca (música original), pelo trabalho “Cidade Imaginada”. Ainda na mesma categoria, o júri atribuiu a segunda menção honrosa ao trabalho “Caminho d'El Rei” de Paulo Anastácio, jornalista da Antena 1, e a Paulo Reis, responsável pela sonoplastia. 

Por último, na categoria de Televisão, o júri decidiu atribuir o primeiro prémio ao trabalho “O renascer das cinzas: um ano depois” da autoria de Catarina Canelas, com imagem de Romeu Carvalho e edição de imagem de Pedro Guedes, da TVI. Nesta categoria, a primeira menção honrosa foi atribuída ao trabalho “1 ano de Terra Queimada”, da autoria de Paulo Lencastre Leitão, com imagem de Sandro Garcia, da Centro TV. 

Os prémios serão entregues numa cerimónia pública a ser agendada pelo Conselho Directivo da ANMP.