O luxo Hyatt vai estrear-se em Portugal com hotel em Lisboa

Cadeia hoteleira abre o Regency Lisbon em 2020 com vista para o Tejo. Projecto inclui apartamentos.

Fotogaleria
Imagem de projecto divulgada pela Hyatt DR
Belém
Fotogaleria
Imagens de projecto divulgadas pela Lisboa Residences DR
,casa
Fotogaleria
Imagens de projecto divulgadas pela Lisboa Residences DR

A Hyatt, uma das maiores cadeias hoteleiras do mundo, confirmou a sua estreia em Portugal com um projecto perto de Belém. O Regency Lisbon, anunciado como um “cinco estrelas superior” e que fará parte de um complexo que inclui parte residencial, tem abertura prevista para finais de 2020.

O novo hotel, informam, resulta de um acordo de franchising entre a cadeia norte-americana e a Realtejo, subsidiária da United Investments Portugal (UIP, que detém resorts de luxo como o Pine Cliffs de Albufeira ou o Sheraton Cascais) e Fibeira, sociedade de investimento imobiliário.

Com cerca de 200 quartos e apartamentos, terá direito, referem, a “localização privilegiada à beira-rio": “ao lado do Centro de Congressos de Lisboa” (a antiga FIL), entre a Rua da Junqueira e Avenida da Índia, também com a Cordoaria Nacional como vizinha. O projecto inclui “bar no terraço, com vista panorâmica para o rio, restaurante, piscina, ginásio, parque de estacionamento, salas de reunião e um spa”, resume a UIP também em comunicado. Um investimento, avançam, de “70 milhões de euros”.

Para o Hyatt Regency Lisbon estão também já escolhidos os motes para conceito e design: vai inspirar-se nos “Descobrimentos portugueses e nas modernas influências da cidade de Lisboa”.

“Lisboa é uma das cidades europeias com mais dormidas e está rapidamente a estabelecer-se como um destino privilegiado para quem viaja em lazer, mas também para viagens de incentivo ou grandes convenções”, diz Nuno Galvão-Pinto, vice-presidente regional de desenvolvimento da Hyatt, citado em comunicado.

“A entrada em Lisboa”, refere a cadeia hoteleira em nota de apresentação do projecto publicada no seu site, é um “importante marco” para o grupo, que, confirma Galvão-Pinto, pretende “expandir a presença” em Portugal.

PÚBLICO - Imagem de divulgação da parte residencial, Lisbon Residences
Imagem de divulgação da parte residencial, Lisbon Residences DR
PÚBLICO - Imagem de divulgação da parte residencial, Lisbon Residences
Imagem de divulgação da parte residencial, Lisbon Residences DR
PÚBLICO - Imagem de divulgação da parte residencial, Lisbon Residences
Imagem de divulgação da parte residencial, Lisbon Residences DR
Fotogaleria
DR

Enquanto a componente hoteleira deverá entrar em fase de pré-abertura no “último trimestre de 2020”, a componente residencial entra já no mercado: “os apartamentos Hyatt Regency Lisbon já estão disponíveis para venda”, lê-se no comunicado da UIP, que é membro do membro do consórcio IFA Hotels & Resorts. Sob a denominação Lisboa Residences, pode já espreitar-se o site oficial, onde se indicam 97 apartamentos de T0 a T3.