Mais de 600 actividades previstas para o Dia dos Museus

Iniciativa do Conselho Internacional de Museus (ICOM), o Dia Internacional dos Museus associa-se à Noite Europeia dos Museus este fim de semana, com programas diversificados e espalhados por todo o país.

Fortaleza de Peniche, futuro Museu Nacional da Resistência e Liberdade participa pela primeira vez nestas celebrações
Foto
A Fortaleza de Peniche, futuro Museu Nacional da Resistência e Liberdade, participa pela primeira vez nas celebrações Nuno Ferreira Santos

Cerca de 660 actividades estão previstas para decorrer este domingo, em 56 concelhos do país, no âmbito das celebrações do Dia Internacional dos Museus, e da Noite Europeia dos Museus, com entradas gratuitas ao público em museus, palácios e monumentos.

Este número é avançado pela Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), que coordena o evento a nível nacional. Em mais de uma centena de museus, palácios e monumentos tutelados por este organismo e outros espaços que aderem à iniciativa – municipais, privados ou da Igreja –, está prevista uma programação com espectáculos de teatro e dança, concertos, cinema, lançamento de livros, visitas guiadas e encenações históricas, entre outras iniciativas.

A Noite dos Museus é uma iniciativa criada em 2005 pelo ministério francês da Cultura e da Comunicação, à qual Portugal aderiu posteriormente, e tem vindo a celebrar também com a promoção de actividades para o público.

Este sábado e domingo, vai ter lugar na Fortaleza de Peniche, futuro Museu Nacional da Resistência e Liberdade – que participa pela primeira vez nestas celebrações –, uma feira do livro integrada na programação do Dia Internacional dos Museus.

Também na Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves, em Lisboa, recentemente reaberta após obras de renovação, haverá novos percursos na exposição temporária, com a apresentação ao público, às 16h30, de exemplares de porcelana europeia anteriormente em reserva.

No Museu Nacional de Arte Antiga, igualmente em Lisboa, está prevista, às 16h, a inauguração e apresentação do ecrã interactivo Ver de perto. Painéis de São Vicente.

No Museu Nacional de Soares dos Reis, no Porto, às 21h30, vai ser apresentado o catálogo da exposição Júlio Resende. A Palavra e a Mão, a que se seguirá uma visita à mostra pela comissária científica Laura Castro.

Já o Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, em Évora, vai acolher, às 16h30, a apresentação pública da predela de altar inédita do pintor Francisco João.

No Entroncamento, o Museu Nacional Ferroviário celebra o 4.º aniversário e vai promover uma série de actividades, desde uma conversa sobre as diferentes profissões na ferrovia a visitas temáticas e um concerto.

No Museu Nacional Grão Vasco, em Viseu, por seu lado, as iniciativas começam às 11h com a apresentação da nova proposta expositiva do piso 1, havendo ao longo do dia e da noite concertos e várias visitas orientadas.

Em Lisboa, no Museu Nacional dos Coches, decorrem este sábado, pelas 11h, visitas acompanhadas às reservas/oficina de conservação, um espaço com cerca de 8.000 bens culturais divididos por núcleos como a arte equestre, a equipagem da Casa Real e a atrelagem. Ali as peças estão organizadas e acondicionadas em ambiente controlado, raramente aberto aos visitantes.

No Museu Nacional da Música, em Lisboa, realiza-se, pelas 17h, uma visita guiada onde são contadas as aventuras do compositor Franz Liszt em Portugal, que trouxe o seu piano para Lisboa, passando a ser propriedade da rainha Maria II, e integra hoje esta colecção do museu.

O Dia Internacional dos Museus foi criado em 1977 pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM) com o objectivo de promover, junto da sociedade, uma reflexão sobre o papel dos museus e, por esse motivo, a entidade lança todos os anos um tema, que este ano é dedicado ao seu papel como pólos criativos e de mudança.

As entradas serão gratuitas em todos os museus, palácios e monumentos tutelados pela DGPC, este sábado e na Noite Europeia dos Museus (de sábado para domingo), em todos os tutelados abertos nessa noite, após o horário normal de encerramento. As excepções são o Palácio Nacional de Mafra, onde a gratuitidade será apenas para as visitas guiadas previamente marcadas para as 19h30 e as 21h. No Museu Nacional de Arte Antiga, a gratuitidade na noite será entre as 18h e as 24h, mas apenas relativa à entrada para o jardim e para o restaurante, estando encerradas as salas do museu.

Nesta data, a DGPC desafia todos os museus – desde nacionais, municipais, privados, de fundações ou religiosos – a participarem com actividades para celebrar estes espaços culturais guardiões e promotores do património. A programação completa está disponível aqui.