A caixa que Mark fez para Priscilla dormir melhor

O objecto de madeira fica pousado na mesinha de cabeceira e entre as 6 e as 7 da manhã emite uma luz fraquinha que não acorda Priscilla se ela estiver a dormir, mas caso ela acorde, não a obriga a ir ver as horas para perceber que já é de manhã

Foto
A caixa do sono dr

Mark Zuckerberg e a sua mulher Priscilla Chan conheceram-se numa festa em Harvard que tinha sido organizada para o criador do Facebook pelos seus colegas porque na altura temiam que ele viesse a ser expulso da faculdade. Ela já contou várias vezes que estavam ambos na fila para a casa de banho quando trocaram as primeiras palavras.

Uma semana depois saíram juntos pela primeira vez: foram beber um chocolate quente. Mais tarde, ele perguntou-lhe se ela não queria ir ver um filme. Para a convencer ele disse-lhe que estava ali com ela em vez de estar a fazer os trabalhos de casa. Ela achou que ele era desleixado e que não iria longe mas acabou por dizer sim ao convite… Anos depois, em Maio de 2012, casaram. Têm duas filhas, Max e August.

Quem segue o Instagram do fundador do Facebook sabe que a primeira fotografia que ele lá colocou é de Priscilla, sabe também que ela aparece em muitas das outras fotografias que se lhe seguiram, uma das quais quando com uma filha nos braços foram fotografados no café onde tomaram chocolate quente quando saíram juntos pela primeira vez. Mas também há várias fotografias do cão branco a quem ternamente chamam Beast e que é muito parecido com uma esfregona (há fotos dedicadas a este tema) ou de momentos importantes na vida de Mark como o vídeo que o pai fez do momento em que ele soube que tinha entrado em Harvard.

No final de Abril, Mark colocou naquela rede social uma fotografia do que parece ser uma caixa de madeira com iluminação por baixo. Na legenda explicava que “ser mãe não é fácil” e contava que, desde o nascimento das filhas, Priscilla tem dificuldades em dormir uma noite seguida. “Ela acorda e vai verificar as horas no telemóvel para ver se já é a altura de ir acordar as miúdas. Mas saber as horas ainda a faz stressar mais e não consegue voltar a adormecer”, escreve Mark Zuckerberg.

Ver esta publicação no Instagram

Being a mom is hard, and since we've had kids Priscilla has had a hard time sleeping through the night. She'll wake up and check the time on her phone to see if the kids might wake up soon, but then knowing the time stresses her out and she can't fall back asleep. So I worked on building her what I call the "sleep box". It sits on her nightstand, and between the hours of 6-7am it emits a very faint light -- visible enough that if she sees it she'll know it's an okay time for one of us to get the kids, but faint enough that the light won't wake her up if she's still sleeping. And since it doesn't show the time, if she wakes up in the middle of the night, she knows to just go back to sleep without having to worry about what time it is. So far this has worked better than I expected and she can now sleep through the night. As an engineer, building a device to help my partner sleep better is one of the best ways I can think of to express my love and gratitude. A bunch of my friends have told me they'd want something like this, so I'm putting this out there in case another entrepreneur wants to run with this and build sleep boxes for more people!

Uma publicação partilhada por Mark Zuckerberg (@zuck) a

Preocupado com ela, o fundador do Facebook resolveu inventar e construir uma caixa de sono: a “sleep box”. O objecto de madeira fica pousado na mesinha de cabeceira e entre as 6 e as 7 da manhã emite uma luz fraquinha que não acorda Priscilla se ela estiver a dormir, mas caso ela acorde, não a obriga a ir ver as horas para perceber que já é de manhã. “Se ela acordar a meio da noite e a luz estiver apagada ela saberá que pode continuar a dormir sem se preocupar com as horas.” Até agora esta engenhoca tem resultado e Priscilla tem dormido sossegada. Como alguns amigos lhe disseram que gostariam de ter um objecto assim, Zuckerberg decidiu tornar pública a ideia para o caso de algum empreendedor decidir construir “sleep boxes” para outras pessoas.