Pseudociências vão ser debatidas no Pavilhão do Conhecimento

A primeira sessão decorre na próxima quinta-feira e é dedicada à alimentação.

Foto
As sessões deste ciclo de debates são todas gratuitas mediante inscrição Nuno Ferreira Santos

Maio é mês para debater as pseudociências no Pavilhão do Conhecimento – Centro Ciência Viva, em Lisboa. Organizado em parceria com a Comunidade Céptica Portuguesa (Comcept), o ciclo de debates “A falta de cultura científica paga imposto!” é composto por três palestras sobre a alimentação, os cosméticos e a venda nas farmácias. A primeira sessão decorrerá já na próxima quinta-feira (9 de Maio) a partir das 19h.   

“Posso perfeitamente encarar os cosméticos caros – e outras formas de charlatanice – como um imposto especial que as pessoas que não compreendem a ciência cobram a si próprias.” Esta frase foi escrita pelo médico e investigador da Universidade de Oxford, Ben Goldacre, no livro Ciência da Treta (Bizâncio, 2009). Agora, este é o mote para o ciclo de debates “A falta de cultura científica paga imposto!”.

As pseudociências – ou seja, coisas que fingem ter um fundamento científico – têm por vezes custos significativos de saúde e qualidade de vida que deveriam ser suficientes para as rejeitarmos”, refere-se num comunicado da agência Ciência Viva. “Mas a carteira é por vezes é um argumento mais persuasivo e a ideia deste ciclo de debates é precisamente mostrar que as pseudociências também são um desperdício de dinheiro.”

Cada sessão terá intervenções de especialistas e um debate com o público a partir das 19h e até às 21h. No final da sessão, um interveniente convidado discutirá os custos económicos das más escolhas do tema dessa sessão.

Na primeira sessão, já na próxima quinta-feira, falar-se-á da alimentação. “Sem glúten, sem lactose, sem juízo, sem nada! Suplementos alimentares, alimentos sem glúten para não celíacos, testes de intolerância alimentar, dietas da moda e nutricionistas alternativos.” É assim que se abre o apetite para a primeira sessão no site do Pavilhão do Conhecimento.

Moderada pelo ex-jornalista do PÚBLICO José Vítor Malheiros, a conversa conta com a participação de Vítor Hugo Teixeira (nutricionista do Futebol Clube do Porto e docente da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto) e com as médicas alergologistas Ana Luísa Ferreira (do Grupo de Interesse de Alergia Alimentar da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica) e Mariana Couto (professora da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto). Por fim, João Monteiro (membro fundador da Comcept) falará então sobre os custos económicos das más escolhas na alimentação.

A 23 de Maio haverá outra sessão sobre cosméticos e a 30 de Maio a palestra será dedicada à venda em farmácias de remédios homeopáticos ou complexos vitamínicos. A entrada é gratuita mediante inscrição no site do Pavilhão do Conhecimento. O PÚBLICO é media partner deste ciclo de debates.