Governo aposta no PSD e no PCP para aprovar a Lei de Bases da Saúde

A ruptura com o BE poderá não inviabilizar a lei. O Governo está atento à disponibilidade do PSD e do PCP, mas a atitude dos bloquistas é vista como “uma deslealdade”.

O primeiro-ministro mudou de posição para garantir um mais amplo conseso na Lei de Bases da Saúde
Foto
O primeiro-ministro mudou de posição para garantir um consenso mais amplo na Lei de Bases da Saúde LUSA/JOÃO RELVAS

O Governo está apostado em que a Lei de Bases da Saúde seja “aprovada com o maior consenso possível” de modo que possa “perdurar por várias legislaturas”, essa é a razão pela qual “o primeiro-ministro mudou de posição sobre as parcerias público-privadas (PPP) durante as negociações com o BE, o PCP e o PS”, afirmou um responsável governativo ao PÚBLICO. A votação na especialidade deverá realizar-se esta semana.