“Migrantes contribuem mais para o sistema do que retiram dele”

Marianne Thyssen, comissária europeia para o Emprego e os Assuntos Sociais, afirma que a entrada de migrantes na Europa, desde que de forma legal e organizada, terá um impacto positivo, ao contrário do que é a percepção de muitos cidadãos.

Foto
MIGUEL MANSO

Marianne Thyssen, que esteve em Portugal recentemente para co-presidir à 4ª Conferência Interministerial da União para o Mediterrâneo, alerta que “dentro de alguns anos, as pessoas terão em média 10 empregos” e, por isso, os Estados-Membros têm de adaptar os seus sistemas de Segurança Social ao novo mundo do trabalho, garantindo que os trabalhadores têm protecção e não são deixados sozinhos. Depois de ter decidido encerrar a sua carreira política, a comissária belga mostra-se preocupada com a “instabilidade” que um eventual “hard Brexit” criará no mercado de trabalho europeu.