Microsoft lança Xbox para a era do conteúdo online

Nova consola só permite jogos em formato digital e chega ao mercado com um preço mais baixo.

Foto
Os fabricantes de consolas apostam há muito na venda de jogos online Wolfgang Rattay/Reuters

Há muito que os computadores deixaram de ter leitores de DVD. Agora, é a vez das consolas de jogos.

A Microsoft anunciou uma nova versão da sua consola Xbox, idêntica à anterior, mas que não está equipada com um leitor de DVD ou blu-ray, fazendo com que todos os jogos tenham de ser descarregados através dos serviços online da empresa – e permitindo também à Microsoft cortar o preço do aparelho.

A Xbox One S All-Digital Edition será posta à venda a partir de 7 de Maio. Em Portugal, custa 230 euros, abaixo dos equipamentos da concorrência, e também menos do que a actual One S, que custa 300 euros.

Com uma consola sem a possibilidade de ler discos físicos, a Microsoft está a apostar que muitos consumidores já preferem descarregar os jogos e ter serviços de assinatura que lhes dão acesso aos conteúdos, à semelhança do que aconteceu noutros sectores.

“O apetite dos consumidores por conteúdo e experiências digitais são mais fortes hoje do que alguma vez foram”, notou, num comunicado, o responsável de marketing da Xbox, Jeff Gatis. “Os jogos e a tecnologia mudaram bastante desde que a primeira Xbox estreou, em 2011. Durante este período, assistimos a uma transformação digital nos jogos, música, TV e filmes.”

O novo modelo surge quando o sector dos videojogos está a assistir a várias novidades.

A Apple anunciou no mês passado um serviço de assinatura de jogos, o Arcade, que dará aos utilizadores de aparelhos da marca acesso a mais de 100 títulos.

Pouco antes, o Google tinha revelado o Stadia, um serviço de streaming de jogos, em que não será preciso descarregar as obras. Estas podem ser jogadas em praticamente qualquer aparelho, com o processamento do jogo a ser feito remotamente, nos servidores da empresa – é um modelo que também os fabricantes de consolas estão a adoptar. A acompanhar o novo serviço, o Google montou o seu próprio estúdio de criação de jogos.

Já a coincidir com a revelação da nova Xbox, a Sony decidiu levantar o véu sobre alguns detalhes da próxima PlayStation (que ainda não tem nome oficial, mas que é muitas vezes chamada PlayStation 5).

A próxima geração de consola da Sony terá um disco SSD, comum na generalidade dos computadores e que permitirá um carregamento mais rápido dos jogos, de acordo com revelações feitas numa entrevista à revista Wired. Será compatível com os jogos da actual PlayStation 4. E não será uma consola apenas para conteúdo digital, continuando a permitir o uso de discos físicos.