À procura de Paulo Branco

No documentário Deux, trois fois Branco, o francês Boris Nicot faz um retrato do veterano produtor português que lhe escapa constantemente. A partir de esta terça-feira, no TVCine.

,Filme
Foto
Deux, trois fois Branco dr

Quando Boris Nicot decidiu conversar com Paulo Branco para um documentário sobre a longa carreira do produtor português, estava longe de imaginar que o filme acabasse por ser tão diferente do que pensara. Deux, trois fois Branco, que foi mostrado em 2018 no Doclisboa e no Porto/Post/Doc e tem esta terça-feira estreia portuguesa no canal premium TVCine 2 (22h00), começou por ser outra coisa: o “passo seguinte” de Un étrange équipage, filme de 2010 que Nicot dedicou a Stéphane Tchalgadjieff (n. 1942), que produziu filmes de Marguerite Duras, Robert Bresson ou Jacques Rivette.