Polícia suspeita que corpos carbonizados pertencem a mãe e filha

Corpos foram encontrados carbonizados dentro de um carro na Lagoa de Albufeira, no concelho de Sesimbra. Polícia suspeita que mãe terá morto filha de dez anos, suicidando-se em seguida.

Foto
fau fabio augusto

Tudo aponta para que os corpos carbonizados encontrados nesta quinta-feira no interior de uma viatura em chamas na zona da Lagoa de Albufeira, no concelho de Sesimbra, pertençam a uma mãe e à respectiva filha.

A mulher de 43 anos terá morto a filha de dez, suicidando-se em seguida, suspeitam fontes policiais ligadas à investigação.

Quando deu conta do desaparecimento e leu um bilhete que lhe tinha sido deixado pela companheira, o pai da criança participou o caso à GNR da Costa da Caparica, localidade onde morava esta família. Embora o bilhete não fosse explícito, o homem temeu o pior. A mulher sofria de depressão e estaria a passar por problemas financeiros e laborais.

Os dois corpos haviam de ser encontrados horas mais tarde, completamente carbonizados. O estado em que ficaram implicará que a sua identificação tenha de ser feita através de análises dentárias e de ADN. As autoridades também não conseguiram identificar a matrícula nem o número do chassi do veículo, por este ter ficado completamente carbonizado.

A investigação está a cargo da Polícia Judiciária de Setúbal.