Foto

O Cinema Insuflável chegou à Penha de França e traz curtas-metragens (de borla)

Depois do Porto, o Cinema Insuflável chega à Penha de França, onde vai estar durante três dias com sessões gratuitas de filmes para crianças.

O projecto Cinema Insuflável chega a Lisboa na quinta-feira, 20 de Dezembro, com sessões gratuitas de filmes para crianças, depois do lançamento no Porto, em Junho, para combater uma "falha" no acesso a conteúdos culturais.

"Há uma falha, porque os programas de cinema, fora da televisão e fora dos filmes dos grandes estúdios americanos, nunca chegam às crianças, e esta mostra de curtas-metragens pretende dar a conhecê-los, porque não teriam essa oportunidade, se não fosse desta forma", disse o coordenador do projecto, Sérgio Marques, à agência Lusa, aquando da apresentação.

Em Lisboa, o Cinema Insuflável vai estar em três locais da freguesia da Penha de França: quinta-feira, no Bairro do Lavradio, junto à calçada da Picheleira, na sexta, no Jardim da Alameda D. Afonso Henriques, e, no sábado, no Mercado de Sapadores, na "fronteira" com a Graça, na freguesia de S. Vicente. As sessões decorrem das 10h às 18h.

O programa em Lisboa é feito em parceria com a Agência da Curta Metragem, os festivais Cine Junior, Autour du Minuit e Play e o Dia Mais Curto. Cinanima, Indie Júnior, National Film Board, do Canadá, Festival de Riga, El Meu Primer Festival, a AniLupa, da Associação de Ludotecas do Porto, e o Children's Film Festival, de Seattle, são outros parceiros da programação do Cinema Insuflável. Abi Feijó, Anabela Moutinho, Cláudia Alves, Francisco Noronha, Luísa Sequeira, José Filipe Costa e Tiago Resende estão entre os programadores convidados do projecto, de acordo com o site.

No Verão, o Cinema Insuflável realizou 22 dias de sessões de cinema para a infância, na área do Grande Porto, tendo contabilizado cerca de 3000 espectadores infantis, alguns dos quais viram cinema pela primeira vez. Em Junho, Sérgio Marques disse à Lusa que 2018 era "um ano de estudo e de percepção das potencialidades do projecto", mas que a ideia da circulação do insuflável pelo país poderia vir a "colmatar esta grande falha no acesso das crianças a conteúdos novos de cinema".

"A ideia é que as crianças tenham a possibilidade de ter um encontro com filmes, que não lhes chegariam de outra forma. Chegam num festival de cinema, mas só se as crianças se deslocarem lá e mesmo isso acontece mais em Lisboa do que no resto do país. Por exemplo, em Coimbra ou Faro, nem sequer existem festivais de cinema para crianças", disse o coordenador do projecto. A iniciativa é uma co-produção de Figura Nacional, com a Câmara Municipal do Porto, no âmbito do programa Cultura em Expansão, e conta com o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA).